Quer saber mais?

Preencha o formulário. Nós ligamos para você.

Cargas LCL: reduza custos com a consolidação de mercadorias


Não importa o tamanho da sua carga, sua empresa também pode optar pelo transporte marítimo internacional através da consolidação de mercadorias.

Muitas empresas imaginam que operações marítimas são viáveis apenas para cargas volumosas, suficientes para encher um contêiner, mas isso não é verdade. Você sabia que existe a possibilidade de agrupar várias mercadorias, de diferentes empresas, formando um único carregamento? Sim, isso é possível!

Continue a leitura e conheça um pouco mais sobre essa modalidade de transporte, suas principais vantagens e particularidades que podem impactar no custo-benefício das suas operações. 😉

Transporte de cargas em contêineres

O transporte de cargas em contêineres conta com duas modalidades: o FCL (full container load) e o LCL (less than container load).

O FCL, ou contêiner totalmente carregado, como o próprio nome diz, é indicado para empresas que tem carga suficiente para lotar um contêiner sozinha. Ou também pode ser considerado quando uma empresa não tem carga suficiente, mas, mesmo assim, deseja que a sua mercadoria seja carregada e transportada sozinha.

Já o LCL, ou contêiner com menor carga, é indicado para empresas que não tem carga suficiente para encher um contêiner e, por isso, desejam compartilhar o transporte. Assim, evitam pagar por um espaço que não utilizarão: o custo é dividido entre todas as empresas que transportarão suas mercadorias naquele contêiner. Nesse caso, a empresa sabe que o contêiner será compartilhado, sendo que a carga é enviada junto à de outros importadores/exportadores. O LCL também é conhecido como cargas soltas consolidadas.

Cargas LCL e suas vantagens

A consolidação de cargas é uma ótima opção para empresas que não possuem mercadorias suficientes para lotar um contêiner, pois o custo total do frete é reduzido, uma vez que todas as taxas são rateadas entre todos os importadores/exportadores e cada um paga somente pelo espaço utilizado. Inclusive, neste modelo de transporte, os gastos com seguro são reduzidos, pois há uma diminuição de furtos e avarias.

Outra vantagem é que nessas operações o processo logístico também é favorecido: concentrar diversas cargas e lotes em unidades que seguem um padrão facilita o transporte, controle e movimentação das mercadorias, garantindo manejo rápido e eficiente e a redução dos custos logísticos envolvidos.

Além disso, esse modelo de transporte evita riscos com demurrage, ou seja, quando o contêiner chega no porto de destino, ele já segue para a distribuição das mercadorias, impedindo que haja multa pelo tempo de estadia excedido da carga no porto.

Particularidades nas operações LCL

Olha que bacana: as operações LCL não possuem restrição quanto à quantidade de empresas que dividem o mesmo contêiner, inclusive, pode envolver faturas comerciais negociadas com moedas e condições de pagamento distintas.

No entanto, Tiago Duarte, nosso especialista em importação orienta: “É importante estar atento à padronização dos termos internacionais de comércio (Incoterms) utilizados nas faturas comerciais que servirão de instrução para o despacho aduaneiro, já que os Incoterms possuem um papel importante na definição do custo do transporte internacional, o qual engloba diferentes custos e responsáveis, de acordo com cada negociação”.

Além disso, conforme o Regulamento Aduaneiro, Decreto 6759/09, no Art. 78, I: “O custo do transporte de cada mercadoria será obtido mediante a divisão do valor total do transporte proporcionalmente aos pesos líquidos das mercadorias”, ou seja, para a obtenção do valor do frete proporcional a cada adição, o Siscomex considera apenas o peso líquido da mercadoria como critério para o devido rateio.

Portanto, na prática, se houver uma empresa com fatura comercial negociada na condição EXW, no qual imputa custos maiores na contração do frete internacional, comparado com outra fatura comercial negociada na condição FOB, não será possível alocar precisamente o custo do frete específico de cada mercadoria, uma vez que o critério de rateio continua sendo apenas o peso líquido das mercadorias.

Assim, a padronização dos Incoterms entre as empresas envolvidas numa operação LCL facilita os procedimentos logísticos para o embarque, uma vez que permite alinhar o mesmo local de entrega das mercadorias em um armazém, ou até mesmo, a entrega das mercadorias no mesmo porto a ser utilizado para o embarque na origem.

E aí, gostou desse conteúdo? Se você está pensando em utilizar essa modalidade, lembre-se que parceiros estratégicos podem te ajudar a identificar as melhores opções para a sua operação de comércio exterior, garantindo mais benefícios e menos custos.

Nós, aqui da Freitas, contamos com uma equipe especializada e um olhar 360 para avaliar a sua operação como um todo, garantindo o melhor custo-benefício para o seu negócio!

Venha conversar com a gente! 😊

Abraços,
Equipe Freitas